“Under Pressure” Ou – Sob a Redoma

Das graças de ler no ereader, eu penso, sejam duas: Não carregar tarugos imensos em mochilas e ler no escuro completo. Lembro de mim, aos dez anos, com uma lanterninha debaixo do cobertor, lendo as páginas de Harry Potter. Não posso me lembrar exatamente de qual deles, mas era o dois ou três. O um, eu li na cama da minha mãe – e tomei muitas broncas por isso.

Hoje, já velha, com uma cama tão grande quanto era a dela, a graça de ler debaixo da coberta ainda não acabou. É quentinho. E confortável. Só que não dá mais para carregar uma lanterna para a cama – quero dizer, até dá, mas haja braço para isso.

Bom que inventaram o ereader. O kobo roubado do namorado (que eu dei de aniversário, mas que ele nunca usou). A tela que parece papel, tão confortável e tão prática. Ler 1269 páginas sem ficar com a mão doendo. Creio que até mais rápido eu li, por que não houve o tempo de virar página, ajeitá-la e depois sim ler. Só tocar no cantinho direito e subir os olhos. Fiz meu melhor tempo, também. 25,4 horas de leitura. Não ininterrúputas, por que eu sou filha de deus. E teve jogo do Brasil. […]

Músicas Boas para Escrever

Todas as Playlists que eu vi nesse mundo, indicada para escritores, tem gente falando. Mais, faz sucesso e tem apelação no refrão. Eu, que não tenho superpoderes para pensar com gente falando na minha orelha, achei uma coisa no Rdio que me deixou encantada: É colaborativa, então quem tem conta no Rdio, pode adicionar músicas Leia mais sobreMúsicas Boas para Escrever[…]